Dia Mundial da Lavagem das mãos comemora-se sob o Lema “Lave as Mãos, Salve Vidas”

O país celebrou a 15 de Outubro último, o dia Mundial da Lavagem das mãos, uma data definida com o objectivo de elevar a consciência sobre a importância da lavagem das mãos com água e sabão ou cinza, para a prevenção de doenças.

As cerimónias centrais do dia de lavagem das mãos foram realizadas no distrito da Manhiça, dirigidas pela directora Provincial de Obras Públicas de Maputo, Isália Malia, em representação de Sua Excelência o Governador da Província de Maputo. O Governo, escolheu o lema “Lave as mãos, salve vidas”, em conformidade com os esforços actuais de combate à pandemia da Covid 19.

O evento foi marcado por demonstrações à comunidade local sobre os procedimentos de lavagem correcta das mãos. “O acto de lavagem das mãos que hoje testemunhamos, não se limita apenas a prevenção, não é apenas uma boa prática de higiene pois, mais do que nunca, tornou-se o nosso estilo de vida pelo papel e importância que desempenha na prevenção de doenças contagiosas”, disse Isália Malia.

Na ocasião, a representante da UNICEF no evento, Carlota Muianga, referiu que em Moçambique 26% das famílias não têm acesso a um local para lavagem das mãos com água e Sabão, o que reforça a necessidade de continuar a trabalhar para o provimento de mais infraestruturas de água e saneamento.

“A Higiene das mãos, pode ser encarrada como uma medida temporária para gerir a covid. UM maior investimento a longo prazo na água, saneamento e higiene, pode ajudar a evitar que uma próxima crise de saúde venha a acontecer”, esclareceu Carlota Muianga.

Em representação das autoridades locais e dos habitantes do distrito da Manhiça, a Administradora do Distrito da Manhiça, Cristina Mapfumo, reiterou o compromisso de continuar a trabalhar para uma maior consciencialização sobre importância da lavagem das mãos no Município e distrito da Manhiça.

DNAAS – Água e Saneamento para Todos